Acredito em Príncipes

Pode parecer um pouco infantil. Ou até mesmo sonhador, mas eu acredito em príncipes. Não que eu pense que ele virá, perfeito e imaculado, com uma coroa, em um cavalo branco me resgatar deste mundo sem afeto. Não sou tão utopista assim.  Tudo bem, a parte do resgate do mundo sem afeto eu acredito. Acredito tanto, que ainda  espero por essa pessoa que faça meu coração perder o compasso e minha respiração oscilar.

A minha fé é tão grande, que não quero perder meu tempo em relacionamentos vazios, só pra suprimir a carência ou atualizar meu status nas redes sociais. Quero alguém pra ter intimidade, não de cama, mas de vida. Alguém com a mesma visão de mundo, para se jogar sem restrições ou segredos. Uma pessoa que mergulhe comigo nos meus devaneios mais reais.

Talvez eu seja apenas mais uma Anastásia, gastando tempo demais na companhia dos meus heróis românticos literários e criando ideais e expectativas extremamente altos.  Talvez, só talvez eu não encontre essa pessoa, ou já tenha encontrado e tive a desventura de não perceber. No entanto, até que eu desperte deste sono profundo, continuarei acreditando no meu feliz para sempre.

interpretando-sonhos
Google imagens
Anúncios

Ele não ama você!

Por que gostamos de nos enganar? No fundo você sabe que ele não a ama, mas a ilusão é o caminho mais fácil. A gente justifica a falta de um “bom dia” com “ele é uma pessoa muito ocupada”.  Ele é ocupado de mais com o que?   Saindo, bebendo e postando fotos com os amigos?! Talvez, comentando a foto de outras garotas no Instagram. Realmente ele tem tempo pra todas, menos pra você.

Nos finais de semana ele some, e só te procura nas segundas. Quem dera você fosse ainda a sua segunda opção, com sorte é a quinta.  Nunca recebe um convite pra sair domingo a tarde para lugares românticos e acolhedores. As conversas pelo WhatsApp começam sempre como um “Oi sumida, saudades”  e você responde prontamente e sabe que esse blá blá blá termina na cama dele.

Sempre se sujeita a isso, pois só quer estar perto, e sabe que essa é única maneira: nas condições dele. Não acha que é um preço extremamente alto por algo tão barato?   Vai continuar pagando essa humilhação no débito ou no crédito? Pare de se sabotar! Não é amor, é definitivamente a falta dele. Se ele te amasse como tenta acreditar, você saberia; não pelas palavras ao vento nos momentos de carência e prazer, mas pela tradução do amor em suas atitudes.

Só mais uma

Sempre vai ter aquele cara que vai te fazer bem, e dizer que você é especial. São tantos os adjetivos que vai usar pra lhe convencer a se entregar sem temer o precipício. Amor! Vida! Minha Princesa! Pois bem, veja só, agora você é só mais uma entre os amores, vidas e princesas que ele coleciona em sua estante.

O que vai fazer já que não é mais útil pra ele e se empenhou tanto nesse relacionamento que não lhe sobrou mais nada?  Amizades?  Lugares somente seus?  Você não tinha sua vida. Viveu em função disso e de repente tudo desmoronou bem na sua frente. Você parece agora um castelo de cartas construído na areia em meio uma tempestade. Está triste por não ter ninguém pra te segurar e assegurar que seus dias voltarão a ter cor.

Andar antes de correr, se amar antes de amar alguém e ter a sua própria vida para depois querer ter com outra pessoa. Este é o ingrediente secreto: Não se privar de viver.  Não abra mão da sua liberdade e também seja dona das suas próprias decisões. Não é egoísmo colocar-se em primeiro lugar, é precaução, pois caso tudo acabe você será só mais uma, você.

shutterstock_149484239.jpg

Para Ela é Liberdade!

Ela se veste de preto, passa um batom vermelho e voilà ela está pronta para arrancar suspiros por onde pisar com seus sapatos altos. Ela sempre priorizou a sua liberdade, é um beija-flor e não gosta de gaiolas.  Não perde tempo com quem não a valoriza e sabe diferenciar rapazes de uma noite de homens para uma vida inteira.

Ela é intensa. Quer viver o hoje como se não houvesse o amanhã, o agora é o que importa em sua opinião. Até porque não leva mais em consideração a opinião de ninguém. Aprendeu a se bastar e a se pertencer.   Despiu-se dos rótulos e dos julgamentos alheios, tomou a rédea das suas próprias decisões.

Deixou a garota insegura para trás e vestiu-se de mulher independente. Não tem mais medo de ficar sem companhia seja para o cinema, pra balada Continue lendo “Para Ela é Liberdade!”